Como foi a primeira sabatina do grupo do promessometro?

A iniciativa contou com a participação do Pré-candidato a prefeito Marujo. Os presentes fizeram perguntas relacionadas a geração de emprego, esporte, comércio local, desenvolvimento entre outras coisas.

Nesta publicação vou citar alguns pontos discutidos, mas em breve o vídeo da reunião será editado com as respostas. Vale salientar que o convite se estendeu a todos os pré-candidatos, no entanto, o único que se fez presente foi o Marujo. Na próxima semana anunciaremos a segunda edição. Então, vamos aos pontos:

Educação: Sabe-se que apenas 4% do eleitorado possui curso superior, alem disso, nosso desempenho nos anos iniciais, segundo o IDEB, não é dos melhores. Então, qual a sugestão à atual gestão para mudar tal realidade?


Emprego: outro ponto discutido foi em relação ao quantitativo de pessoal e a geração de emprego, visto que, Guamaré é uma das poucas cidades que possui a máquina pública bastante inflada, ou seja, para cada 4 habitantes há 1 servidor público, de onde a maior parte do emprego formal é proveniente. Então, quais as alternativas para geração de emprego, que podem ser sugeridas a atual gestão?

Saúde: Guamaré é uma cidade que gasta muito com saúde, mas têm muitos equipamentos, imóveis e automóveis quase todos, alugados. Quais as alternativas viáveis para melhorar a saúde sem desperdiçar dinheiro? Vale lembrar que ainda temos ambulanciaterapia.


Esporte: Poucos são os que se destacaram no esporte em guamaré e praticamente o esporta está parado, quais as sugestões para melhorar nesse quisito. Falta infraestrutura ou programas, o que é mais importante? O complexo esportivo na entrada da cidade é uma obra viável?

Transparência: Por que toda obra em Guamare custa milhões? Como seria possível melhorar a economicidade dos processos de compra e aquisição para gerar mais valor sem onerar os cofres públicos de modo a trazer resultados ao bem estar da população aumentando o nível de serviço, isto é, fazendo mais com menos.

Desigualdade Social: Hoje, sabemos que mais da metade da população sobrevive com menos de meio salário mínimo. Isso contando com cartão de 120 e bolsa família. Desse modo, como tirar as pessoas do assistencialismo e melhorar a qualidade de vida delas? Qual sugestão seria dada aos atuais gestores?

Agricultura: Para finalizar a sabatina foi perguntado sobre a gricultura familiar, a qual poderia ser a redenção para Baixa do Meio, que nao possui nenhuma outra atividade econômica, onde a maioria dos empregos formais são provenientes da prefeitura. Dessa forma, como incentivar o pequeno agricultor? Na ocasião, o tempo já estava encerrado, mas ficamos com a resposta e a sugestão de um dos participantes que disse que Baixa do Meio deveria ser um centro de comércio. Muito bem observado.

Concluímos essa experiência com todos os participantes online do início ao fim, portanto, acredito que foi bastante proveitoso. Além disso, trata-se de uma inovação. Até onde sei foi a primeira sabatina neste modelo em Guamaré e com toda certeza virão outras. Desde já agradeço a todos os participantes.

Publicado por Orlando Lima

Sou servidor público, casado, pai de Davi, administrador e especialista em Gestão de Projetos. Faço arte digital no meu tempo livre além de desenvolver conteúdo sobre administração e áreas afins.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: