CMG na contra mão do interesse público.

A Câmara Municipal de Guamaré possui em seu quadro funcional cerca de 128 funcionários entre assessores e demais contratados. Isso vai de encontro ao interesse público no que se refere ao valor de quase meio milhão mensal gasto com pessoal, pois, isso é uma afronta ao princípio da eficiência.

Sem se importar com a eficiência administrativa, o presidenre da Câmara, Eudes Miranda, pagou multas na ordem de milhares de reais, para ser mais específico foram 130 mil reais, por não realizar o concurso público. Após muitas recomendações dos órgãos de controle, ele decidiu proceder com o certame.

O consórcio Mato Grande foi apresentado como sendo algo de total interesse do presidente, que logo tratou de anunciar em blog pago o seu grande feito, o que segundo ele seria o seu legado. Mas logo que o resultado do concurso foi publicado, ele não homologou no prazo previsto em edital. Confirmando a tese inicial de que ele não está pensando no interesse público nem na eficiência administrativa.

O concurso prever 16 vagas de acordo com a lei 713/2017 que instituiu os cargos efetivos da Câmara Municipal de Guamaré. Observe que as 16 vagas representariam cerca de 21 mil reais de remuneração de pessoal, ou seja, valor total de apenas 5 assessores. Logo, em prol da eficiência administrativa e economicidade convocar os 16 aprovados traria uma economia de 42 mil reais por mês, no mínimo.

O interesse público seria preservado e a lei seria cumprida em sua totalidade. Além do mais, os funcionários efetivos não são cargos políticos e, portanto, estariam aptos a desempenhar suas funções pautadas na verdadeira técnica. Porém, eles estão sendo privados dos seus direitos por causa de interesses escusos ou ao menos incompatíveis por alguém que se diz defensor do povo, mas que na prática não faz por merecer esse rótulo.

Enfim, fica aqui nosso apelo. Falo em nome dos aprovados no conurso que são pessoas humildes, guamareense ou não, mas que só querem exercer suas funções conforme a lei determina. Queremos acreditar que tudo isso está sendo uma provação, mas que no final teremos a vitória, pois, estamos buscando o que é justo. Deus nos abençoe.

Publicado por Orlando Lima

Sou servidor público, casado, pai de Davi, administrador e especialista em Gestão de Projetos. Faço arte digital no meu tempo livre além de desenvolver conteúdo sobre administração e áreas afins.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: